1º MBFE

Como evitar a Dor de Não Ser Reconhecido | SPOILER 3

By 4 de fevereiro de 2017 No Comments

Assim como eu, ao menos uma vez na sua vida profissional, você também deve ter se deparado com o dilema: por que meus clientes não valorizam meu trabalho mesmo eu oferecendo preço bom e atendimento de qualidade?
Este post é justamente sobre uma das principais dores de quem entra para o mercado de estética ou de quem já está nele há um tempo. A dor de não ser reconhecido.

 

Bem como boa parte dos mercados, o da Estética é muito saturado. Seja na sua rua, no seu bairro ou na sua cidade, não é difícil encontrar pessoas oferecendo serviços estéticos a preços acessíveis e com bom atendimento. De fato, é um mar vermelho. Muita oferta de serviços e produtos, várias oportunidades, muita procura.

 

Como consequência disso, uma concorrência forte e a realidade: a sobrevivência em um mercado tão saturado pode ser bem desafiadora. Aqui, me arrisco a dizer que a dor de não ser reconhecido está intimamente ligada ao fato de grande parte dos empreendedores novatos nessa área serem sufocados por esse mercado, levando-os a desistirem de seu sonho e a perderem seu investimento.

 

Por isso, vou compartilhar uma coisa que eu aprendi na minha primeira experiência com a Estética em São José do Rio Preto há cerca de 16 anos e que fez total diferença na minha vida. Vou compartilhar o que pode ser a cura para essa dor.

 

Quer ser valorizado?
Então, tenha algo único e que só você faz. Tenha um diferencial.

Ter um diferencial bem comunicado e na linguagem que seu cliente compreenda, é um fator crucial para agregar valor ao que você faz. Porque quando o seu diferencial vai de encontro com o que as pessoas procuram, elas tendem muito mais a se identificarem com o seu negócio e tornarem seus clientes.

 

Eu considero alguns fatores como primordiais – senão obrigatórios – para uma Clínica de Resultado:

  1. Respeito pelo ser humano. Seja na hora de escolher produtos com substâncias que não agridem seu corpo, seja na hora de realizar procedimentos de risco, seja no ambiente de trabalho organizado e devidamente higienizado, seja na postura de integridade e ética ao avaliar e cuidar dessa pessoa que está confiando em você;
  2. Tratamento com resultados eficazes. Você precisa vender algo que realmente vai proporcionar resultados ao seu cliente;
  3. Excelente atendimento que deixa seu cliente com aquele “uau” no rosto desde o primeiro contato dele com você até o último dia de tratamento;
  4. Preços justos e acessíveis porque não adianta ter o melhor tratamento do mundo se ele é completamente inviável para o cliente.

 

Outros exemplos de diferenciais que você pode desenvolver são:

  • Especialidade em tratar uma disfunção estética ou um grupo de disfunções;
  • Técnicas inovadoras utilizadas no tratamento de seus clientes. Lembrando que essas técnicas podem ser desenvolvidas por você mesmo ou adquiridas de pessoas reconhecidas no mercado;
  • Sua abordagem terapêutica;
  • Sua Metodologia diferenciada de trabalho;
  • Equipamentos de Alta Perfomance;
  • Produtos com ativos que funcionam;
  • Aliar estética com outras áreas como Nutrição, Acupuntura, Pilates por exemplo;
  • Ambiente de tratamento agradável e acolhedor;
  • Boa localização da sua cidade.

 

O que te faz diferente?
Como você deseja ser reconhecido?

É de extrema importância você parar e refletir sobre seu diferencial já que ele será a base de seu trabalho e de sua carreira.

 

No meu caso, meu diferencial foi mudar meu jeito de entender a Estética.

Lá atrás, quando comecei como esteticista, além do respeito ao ser humano que é um valor imutável para mim, eu tinha preço justo, atendimento de qualidade e tratamentos de última tecnologia que traziam resultados eficazes. Mas ainda assim, eu não era valorizada.

Pesquisando à fundo como uma boa Pré-Sal, percebi que apenas 30% dos meus pacientes atingiam, de fato, resultados eficazes e duradouros. O restante perdia um pouco de peso, melhorava o aspecto da celulite e ficava com a pele mais jovem, porém era um efeito com prazo curto.

Foi quando eu parei para me perguntar qual era meu diferencial: não tem como separar saúde e beleza.
E foi quando eu descobri o meu porquê.

 

 

E você: qual é o seu diferencial?

 

Comentários
Cláudia Torquato

Cláudia Torquato

Farmacêutica bioquímica e esteta, nutricionista, criadora do conceito Estética Funcional e co-fundadora da OligoFlora, 1ª rede de clínicas de Bem-Estar Estética Funcional do Brasil.